IMG_2648.JPG

Olá!

Bem vindo ao nosso blog. Aqui eu conto um pouco sobre minhas experiências dentro da Odontologia nos EUA e o Processo de Validação do Diploma de Odontologia nos EUA. Espero que você aprenda bastante!

Depois de um mês

Depois de um mês

            Movendo quase 10 anos depois que eu me formei eu comecei a trabalhar na Filene’s Basement – (veja o post anterior). Trabalhar na Filene’s para mim foi o que me garantiu a permanência nos EUA. Eu não ganhava muito, mas ganhava. E o dinheiro ficava na minha mão! Falei no ultimo post que eu fui contratado para poder fazer a tradução inglês/português para um casal de brasileiros que trabalhavam na loja e não falavam um “a” em inglês. Parecia coisa do outro mundo vendo nosso Gerente passando informações para os dois. Bem coisa de piada mesmo... o Gerente apontava o local e falava em inglês de maneira bem pausada como se o brasileiro fosse entender. E o cara entendia. Eles gostavam mesmo deste casal porque eles eram ponta firme. Não faltavam e estavam sempre prontos para ajudar. No fundo mesmo o marido entendia um pouco de inglês. A esposa, quando algum cliente se dirigia a ela com alguma pergunta, ela parava o que estava fazendo e começava a sacudir a mão e sussurrar: “Help! Help! Help!”

            Receber um salário no final do mês – ou no final de uma semana como funciona aqui nos EUA – dá uma sensação de conquista. Como eu disse anteriormente e não nego para ninguém eu não sei e nunca soube ser um gestor do meu próprio negócio. Tudo bem que eu nem via o meu consultório como um negócio, fazer lucro, entrada, saída... mas para quem sabe e faz a coisa certa, ao final de cada mês, semana ou quinzena, ele faz o pagamento de todas as contas do consultório: impostos, água, luz, telefone, internet, secretária, assistente, manutenção de equipamento, Dentais... e o que sobra (ainda sobra?) o merecido pagamento pelo seu árduo trabalho. No meu caso, enquanto Dentista no Brasil, eu pagava água, luz, telefone, internet, secretária - não pagava assistente porque não podia - manutenção de equipamento, parcelava as Dentais e depois de deduzir tudo, nunca batia o mínimo para pagamento do imposto de renda.Se for ver bem, nunca bater o mínimo para imposto de renda tinha lá suas vantagens... mas isso somente mostrava que, ou eu não sabia o que estava fazendo ou eu era completamente inapto a fazer o que eu estava fazendo. Ser Dentista é fácil. Administrar um Consultório... isso sim é uma arte.

            Mas lá estava eu, trabalhando entre 8 e 12 horas por dia – dependendo do schedule oferecido – e me mantendo ocupado. E isso é importantíssimo ser colocado porque quando você fica parado por muito tempo sem fazer nada a cabeça começa a rodar por mundos inimagináveis. Só pensando besteira. Outra coisa muito importante é que, além de pensar besteira, não manter a cabeça ocupada acaba abrindo uma porta muito grande para o desenvolvimento de depressão. Na época quando cheguei – meio do outono – o clima já estava começando a esfriar e o frio da Nova Inglaterra pode deixar as pessoas desavisadas e desocupadas prontas para pensar e fazer besteira. Toda semana eu chegava para meu Gerente e pedia o máximo de horas possíveis para eu poder trabalhar. Na semana do Natal de 2007 eu cheguei a trabalhar cinco dias 12 horas por dia.

            Certamente isso foi que me ajudou a continuar motivado. Então... se você chegar aos Estados Unidos e o seu trabalho dos sonhos não aparecer na hora e do modo como você quer, pegue para fazer o que aparecer. Não pense duas vezes. Organize-se para fazer entrevistas, estudar e ter um momento de relaxamento, mas não fique muito tempo ocioso e nem reclamando da vida porque as coisas não estão acontecendo como você gostaria. Faça o trabalho que te chegar as mãos da melhor maneira possível. Invista tempo aprendendo uma nova atividade. Pergunte, pesquise e seja proativo. Mude o seu presente e busque o seu futuro!

            Tudo isso para dizer que meu primeiro trabalho nos EUA me mostrou que eu realmente não sabia o que estava fazendo no Brasil. Receber um salário mínimo por semana nos EUA e ao final do mês ver que ali eu estava ganhando muito mais do que eu ganhava no Brasil.

            Um abraço e sucesso sempre!

Plano B

Plano B

Setembro 2007

Setembro 2007