IMG_2648.JPG

Olá!

Bem vindo ao nosso blog. Aqui eu conto um pouco sobre minhas experiências dentro da Odontologia nos EUA e o Processo de Validação do Diploma de Odontologia nos EUA. Espero que você aprenda bastante!

E ainda não acabou...

E ainda não acabou...

            

E ainda não acabou. Por mais que eu queira que esse fantasma do NBDE parte I tenha sido finalmente exorcizado, a impressão que eu tenho é que vai ter mais um round. O terceiro.

            Não vou dizer que tenha sido falta de estudo. Eu estudei. Não vou dizer que eu sempre fui o mais estudioso da classe, da escola ou quem sabe da família. Na verdade, eu nunca me dei muito bem com provas e testes. Uma coisa que nunca andou lado a lado comigo. Algumas vezes eu me dou bem, mas nunca é uma coisa constante. Ainda mais falando sobre uma prova tão longa e complexa como esta, fica muito difícil dizer que eu consegui a aprovação.

            Mais difícil ainda é não parecer derrotado, porque eu sei o que eu passei por ali. Outra coisa que me da uma certa certeza é o fato de eu ser muito ruim em chutes. Eu ouvi dizer e li artigos que dizem que o chute é uma ciência e é preciso domina-lo de forma integral para ter certeza que seu chute tenha sido bem-sucedido.

            Eu usei de todo o material que me chegou às mãos. Provas realizadas, questões lembradas – o que é proibido – deck cards, aulas no Youtube... de tudo um pouco, para que na hora, cerca de somente 20 questões tenham tido alguma coisa a ver com as questões anteriormente vistas. Minha opinião? Não acho que tenha conseguido.

            Mas por outro lado, um lado mais otimista e menos realista quer crer que eu consegui ser aprovado. Seja pelas questões respondidas, pela pouca procura dos alunos pela prova neste momento... o que me da uma certa esperança é ainda outra esperança de que o tempo dedicado aos estudos tenham sido suficiente. Seguindo a minha experiência e sabendo como eu me comporto em provas similares, eu vou dizer que ainda tenho que voltar mais uma vez para conseguir a aprovação. Fácil? Nah... nem um pouco. Sem duvida esta foi umas provas mais difíceis que eu já fiz. Seja pelo conteúdo, pela quantidade de questões ou mesmo por simplesmente estar na frente daquele computador por quase 5 horas. Honestamente eu não gostaria de ter que pagar para voltar para fazer esta prova novamente.

            Minha esposa disse que se eu passei, eu passei. Se não, eu volto e faço novamente. Meu melhor amigo disse que eu não devo me preocupar por que Deus está no comando. Não tiro a razão e a certeza dele. O problema na verdade sou eu mesmo. Esse monte de carne e gordura que tem como matéria de aglutinação, uma ansiedade sem limite.

            Se eu fui aprovado, isso tudo escrito aqui só serviu para desabafar.

            Se eu não fui aprovado, isso tudo escrito aqui vai servir para quem estiver lendo poder saber que quem não consegue na primeira ou na segunda vez tem sempre a terceira, a quarta, a quinta... quantas vezes forem necessárias.

            Eu não vou falar sobre o conteúdo da prova. Vou somente comentar com quem vai fazer esta prova, traga consigo duas formas de identificação: uma identificação com fotografia emitida pelo Governo – PASSAPORTE é o melhor – mais um cartão de credito assinado. Sem isso não da para fazer a prova. Se esquecer a forma de identificação, pode esquecer...

            Chegue na hora, vista-se de maneira confortável. Não leve relógio, bolsa, celular, comida, água ou qualquer outra coisa que não seja suas formas de identificação. A cada 100 questões respondidas tira-se opcionalmente 15 minutos. Ao final das primeiras 200 questões tem um intervalo – também opcional de 30 minutos; tempo este que eu sugiro que se coma alguma coisa. Leve uma barra de proteína, barra de cereal e uma garrafa de água. Ainda que não seja possível fazer uso durante a prova, é oferecido um armário com cadeado para deixar seus pertences guardados durante a prova – chave do carro, carteira, relógio, comida, água e o que mais você tiver com você.

            Conseguindo a aprovação neste teste, abre-se o caminho para a segunda parte que consistirá também de outras 400 questões no primeiro dia, mais 100 questões clinicas no segundo dia.

            Vamos para frente.

Vamos falar sobre dinheiro – parte 2

Vamos falar sobre dinheiro – parte 2

Vamos falar sobre dinheiro

Vamos falar sobre dinheiro