IMG_2648.JPG

Olá!

Bem vindo ao nosso blog. Aqui eu conto um pouco sobre minhas experiências dentro da Odontologia nos EUA e o Processo de Validação do Diploma de Odontologia nos EUA. Espero que você aprenda bastante!

Alternativas

Alternativas

 

             Um assunto que pode parecer besteira, mas que eu achei importante trazer à tona, porque muita gente que pensa em deixar o país de forma definitiva não pensa no que fazer durante o tempo que se espera ser chamado para o programa de validação do Diploma ou Residência.

            Muito bem: Você passou quase 2 anos se preparando e ser aprovado nas provas do NBDE parte I e II. Horas de estudo, horas em frente ao computador preenchendo os formulários, pagando as taxas, pesquisando hotéis para estadia, passagens e aluguel de carro. Então o primeiro resultado chega dizendo que você passou. Depois repete-se o processo e o resultado da aprovação na segunda prova também chega: Você passou!

            Este é somente o principio de tudo. Agora é necessário se planejar para o que esta por vir. Neste caso temos duas alternativas:

1)    Ou você faz toda a aplicação do Brasil e viaja novamente para os EUA para fazer as entrevistas,

2)    Ou você se planeja para passar um tempo nos EUA esperando ser chamado.

            Qual das duas alternativas?

            Cada um de nós tem nossa própria realidade. Uns podem dispor de tempo e recurso para viajar quando necessário. Sei que esta não é a grande maioria. Ainda que esta alternativa seja a que tem menos chance de dar problema sobre o assunto “imigração”, dispor de dinheiro para faze-lo é sempre muito difícil.

            Por outro lado, o planejamento de se passar um tempo nos EUA esperando ser chamado também é algo que muitos pensam. Mas e ai? Vai vir para os EUA e ficar na clandestinidade? Eu não aconselho. E nem quero fazer apologia a imigração ilegal para os EUA. Eu digo isso porque é a realidade que eu tenho visto depois destes anos vivendo aqui. Então, se você vai vir pros EUA e tem plano de ficar ilegal, aqui vai o meu conselho:

            Não venha!

            E dai?...

            Bom... difícil certo? Eu concordo! Pra ser bem sincero, se não fosse minha condição como cidadão americano eu não teria tentando o que fiz. Talvez eu não seja a melhor pessoa para buscar conselho. Mas ainda assim eu vou dar:

            Uma alternativa para você ficar nos EUA de maneira legal é fazer a renovação do seu visto de turista a cada 6 meses, que geralmente é o tempo que as pessoas recebem quando chegam aos EUA. E como faz para renovar o visto a cada 6 meses? É preciso sair do país por um determinado tempo e quando regressar, ter o passaporte carimbado com outros 6 meses de permanência.

            Tudo bem, consegue-se lugar para ficar e esperar em solo americano ser chamado. Vamos dizer que durante este tempo você não foi chamado, os recursos que você trouxe estão acabando e agora você não quer mais voltar para o Brasil e você precisa conseguir um emprego.  Precisa trabalhar.

            Trabalhar para receber dinheiro como a gente chama aqui “under the table” tem alguns prós e contras. Tanto para o lado de quem trabalha como para o lado de quem emprega. Para quem emprega, é bom porque controla-se o valor pago por hora. Paga-se pouco mas oferece-se muitas horas de trabalho. É ruim para quem emprega porque no momento em que se vai fazer a declaração de imposto de renda, é preciso demonstrar de onde todo aquele dinheiro veio e para onde foi? Mas isso é problema dos empregadores e de seus contadores.

            Para quem trabalha é bom porque a pessoa recebe em dinheiro vivo. Cash, tutu, massari, grana, verdinhas... Não tem cheque nem intermediários. Não tem imposto retido na fonte e nenhum outro pagamento a ser feito. As horas que você trabalha são as horas que você recebe. Uma conta simples? Vamos dizer que a pessoa te emprega para fazer trabalho de pintura, mas você nunca pegou numa brocha (o assunto é pintura!). Como você não tem experiência nenhuma, a pessoa te contrata para trabalhar por... vamos dizer US$13.00/h. Treze dólares por  hora. (este é um valor hipotético. Eu não sei o valor para pintores inexperientes!) Se você pega um empregador com bastante serviço pouco antes do inicio do verão e ele tem disponível para te dar, vamos dizer... 40 horas por semana. A conta é simples: 40x13. Isso vai dar US$520.00 por semana. Vezes 4 semanas no mês vai dar US$2,080.00 por mês. Isso pra quem é inexperiente.

            Você fazer dois mil dólares por mês, trabalhando 40 horas por semana eu sei que não é muito, mas lembre-se que você não estará pagando imposto de nada. Dependendo de onde você residir, o Estado oferece plano de saúde e odontológico simplesmente por você não um ter rendimento muito elevado.

            Quando eu cheguei aqui nos EUA, eu morei em uma casa onde os moradores trabalhavam como pintura. Eles já tinham uma experiência grande no assunto e faziam bem mais de 13 dólares por hora de trabalho. Muitas vezes durante o verão, eu me lembro indo dormir e eles ainda não terem chegado. Quando eu acordei no dia seguinte eles já tinham saído para ir trabalhar. Eu não os via chegar e não os via sair.

            O que eu quero dizer é que alternativa existe.

            Agora, o que é ruim neste sistema é que quando você decide mudar o seu status imigratório um dos requisitos é atualizar o seu imposto de renda. O governo quer saber como você se manteve durante os dias que você viveu em solo americano. E ai? Pagar todo aquele imposto retroativamente não vai ser fácil. O que muitos fazem é ir fazendo a declaração pouco a pouco. Não se coloca como totalmente isento, mas paga-se alguma coisa; nem que seja para mostrar para o Governo que você, ainda que não disponha de todo o dinheiro para pagar, pelo está disposto a pagar alguma coisa.

            As alternativas são muitas e variadas. Boa sorte!

Monumento

Monumento

Linguagem

Linguagem